Quanto Custa?

Canada Brasil

Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar no Canadá

Ottawa

Dione

Tenho 64 anos, avó de 4 netos. Fui sozinha, cheia de entusiasmo. Tinha um sonho de fazer uma imersão no Inglês.

Tinha um sonho de fazer uma imersão no Inglês. Ficar um tempo estudando e morando num país de língua Inglesa para só ouvir, ler e falar nesse idioma.

Tinha me apaixonado pela Nova Scotia depois de uma série de documentários que assisti na TV há 2 ou 3 anos atrás. É para lá que iria. Pesquisando na Internet deixei alguns e-mails cadastrados em links de intercâmbio e um dia recebi o e-mail do agente, da agencia S7 Study (Canada Brasil) aqui de Porto Alegre. Comecei a fazer contas e planos. Mas, uma mastectomia me fez adiar a viagem.

Inteira de novo, fiz contato com o agente da Canada Brasil no ano passado e ele me apresentou os orçamentos da escola CLLC em Halifax. Parecia perfeito. Uma cidade pequena, naquela província que tanto queria conhecer.

Tenho 64 anos, avó de 4 netos. Fui sozinha, cheia de entusiasmo. E fui recebida com “uaus” de surpresa na escola, porque era uma avó com aparência jovem, era brasileira e viajava sozinha. Fizeram um esforço para adequar as aulas a um horário mais flexível, já que meu objetivo era estudar e fazer turismo também. Me ajudavam diariamente na programação dos meus passeios: como ir até a biblioteca, até o museu marítimo, onde tomar um bom vinho, comprar um par de sapatos, comprar os tíquetes do ônibus… Todos os dias a Melissa da recepção me recebia com seu largo sorriso, aguçando seu ouvido para entender meu Inglês e atender minhas dúvidas.

Me diverti com os meus classmates iranianos. Me traziam o meu café preferido do Tim Hortons, sorrindo, pedindo em troca meu “homework”. As aulas eram divertidas porque os professores eram especialistas em ensinar com alegria.

Na Homestay, Sasha, me recebeu com muito carinho. Cozinhava as refeições, deixava na geladeira, perguntava sempre pelo meu bem estar. Como uma estudante adulta, eu tinha muita independência e poucas vezes jantei com a host. Mas nos comunicávamos sempre por mensagem.

Pela cidade encontrava alunos do CLLC no ônibus, num pub, no “mall”, na rua, no parque…

Nos finais de semana, aluguei carro e viajei por toda Nova Scotia. A escola me orientou também nisso.

No último dia de curso, prepararam uma despedida. E foi com tristeza que me despedi de todos. Fiz amigos lá. Tanto os jovens alunos como os professores me cativaram.

Sim, melhorei o Inglês, porque estava sozinha 24 horas só ouvindo e lendo Inglês e usando o idioma para me comunicar no dia-a-dia e nas viagens.

Halifax é uma cidade vibrante, cultural, universitária. Uma cidade hospitaleira, com gente feliz.

Saiba mais sobre:

CLLC - Canadian Language Ottawa